Quem recomendou essas longas mensagens de vendas de Guerra e Paz?

Quem recomendou essas longas mensagens de vendas de Guerra e Paz?

O artigo a seguir é uma versão autorizada pela autora Mandie Holgate. Você pode encontrar o original em inglês no site da autora.

(Rodrigo Ferreira)

Você sabe como você abre suas mensagens no LinkedIn e cada vez mais em outras plataformas de mídias sociais apenas para encontrar essas longas mensagens de introdução à guerra e à paz?

Bem, na verdade eu respondi a uma.

“Posso ser sincero com você xxxx?”

Não tenho certeza de quem o aconselha a escrever esses longos e-mails quando um relacionamento profissional ainda não foi formado. No entanto, é considerada uma prática muito ruim para a maioria dos profissionais, especialmente os coaches.

Fiz pesquisas nesta área de comunicação e você sabia que a maioria das pessoas não lê sua longa mensagem, elas apenas te bloqueiam?

Ironicamente, se você tivesse “conversado” por mais alguns dias nossa capacidade de saber, como confiar um no outro se formaria o suficiente para que você pudesse escrever uma longa mensagem dessa natureza e eu teria lido com alegria até as últimas palavras.

Bons profissionais sabem a importância de construir bons relacionamentos e cuidar de todos em sua rede. E eu ficaria feliz em ajudá-lo e em conhecer seu negócio.

Também é (se eu for realmente honesta) bastante indelicado supor que sou péssima nos negócios e posso não estar com minha agenda totalmente lotada. Na verdade, estou tão lotada que criei oficinas, livros e cursos para ajudar a garantir que ajudarei tantas pessoas quanto possível quando minha agenda não permitir mais coaching presencial.

Eu obtenho ótimos resultados para meus clientes e para mim.

É um prazer conhecê-lo, no entanto, atualmente não necessito de seus serviços. No entanto, como Fundadora da The Business Womans Network, seus serviços podem ser solicitados por alguns de nossos membros.

Muitas felicidades e mantenha contato. Estou ansiosa para construir um bom relacionamento comercial e espero que minha honestidade tenha sido recebida com educação e gentileza, desejando que as empresas cresçam da maneira que pretendiam.

Mandie ”

Diga-me, eu entendi errado?

Curiosamente, nossa tolerância para conversas de vendas é muito alta quando passamos a confiar na pessoa com quem estamos conversando. Na verdade, nós realmente queremos saber sobre essa pessoa e seus negócios, porque, como seres humanos, nos beneficiamos de sermos amados e nos interessar pelos outros nos ajuda a ser amados.

(Se você procura encontrar as coisas que o estão segurando em sua carreira, veja como se sente ao falar por si mesmo. Frequentemente, ocultamos nossos verdadeiros sentimentos e as mensagens que queremos compartilhar no trabalho, por medo de como serão recebidos.)

Não tenho certeza de quem está ensinando as pessoas a criar novas conexões contando a história de suas vidas e sobre por que elas serão ótimas para os seus negócios, mas se você pensar bem, você caminha até um estranho na rua e diz “Olá, Eu poderia ser ótimo para o seu negócio, você precisa de mim em sua vida”? Se a resposta for não, e acho que para a maioria de nós a resposta é não, então não faça online.

A comunicação on-line deve seguir uma ética semelhante à comunicação cara a cara, tendo em mente que as pessoas irão se esforçar para não adicionar suas próprias crenças, experiências e percepções do que quer que esteja discutindo naquilo que escrevem. Então, você precisa ser claro sobre o que escreve.

E se você não tiver certeza de que foi bem recebido, volte e pergunte (de maneira interessante no coaching, vejo um medo real nesse processo). As pessoas fazem todos os tipos de suposições sobre o que a outra parte dirá e geralmente assumem o que eles dirão e de que no final será “Não” e, na pior das hipóteses, algo como “Vá embora, eu te odeio, você é a pior pessoa do mundo!”

Engraçado como nossas mentes criar percepções realmente inúteis sobre a verdade, não é?

Você consegue imaginar como nossas mentes podem ser prejudiciais para o nosso sucesso?

O ponto interessante é que as pessoas com quem faço negócios graças à contatos via LinkedIn iniciam nossas conversas no messenger com algo geralmente nesse sentido;

“Prazer em conhecê-lo. Obrigado por não vender para mim, o que você faz?

De maneira objetiva você deixa claro que gostaria de conhecê-los, mas não venderá para eles, e ficará agradecido se eles não venderem para você. E assim vai…

Mais de um contato já respondeu:

“Ha ha, eu gosto disso. Não, eu não vou vender para você, essas mensagens são irritantes, não são? Alguém os lê?”

E nasce uma relação comercial.Neste admirável e assustador mundo novo, cada vez mais a comunicação será virtual e online. Empresas e pessoas podem prosperar neste mundo, no entanto, pode ser necessário desafiar o modo como você aprendeu a se conectar, conhecer e construir relacionamentos de alta qualidade que levam ao sucesso pessoal e profissional. Ficaria feliz em ter uma conversa sobre as áreas de comunicação e essa nova mentalidade a qualquer momento. Tanto é que aqui está o meu endereço de e-mail – mandie@mandieholgate.co.uk e meu número de telefone – (44) 1206 381482. Como eu amo conversas reais, elas levam aos negócios.

Caso prefira, também estou a disposição para o mesmo tipo de conversa em rodrigoferreira@talentosparaosucesso.com.br ou (19)99141-1618.

Deixe um comentário e eu prometo responder.